1 riscos & rabiscos

The Begining of Her Story

É indescrítivel essa sensação de vazio.
Mentira, não é. E eu já me senti assim antes - a diferença é que agora parece muito mais intensa e real.

Enfim, imaginei esse fragmento hoje e acho que daria um quadrinho maravilhoso. Se pá eu faço *-*



To be born all over again?
You wish.

But to born all over again against your will or without knowing that you were even dead?
Yeah, doesn't sound good at all.

Try to breath underwater. You can't. Try opening your eyes - did you do it?
I did. I saw nothing. It was all dark. I moved a finger first, closed my hands. There was water all around me. Dirty water, with things I don't know what they were.

I got out of that water quickly, sitting down and taking a loud and deep breath, fallowed by lots of heavy breathings, pantings.
Everything was dark. I have some clothes on, obviously soaked - and dirty. Who cares.

What the hell am I doing here, anyway?
0 riscos & rabiscos

O Quase Porquê do "Assim"


Eu lembro que quando criança a gente assistia a esse seriado, The Pretender. Mais do que qualquer outro seriado que eu já havia visto, aquele me prendia a atenção. Jarod era um simulador, um gênio que havia sido capturado ainda criança pelo Centro e treinado pra fazer o que a instituição bem determinasse. Mas Jarod conseguiu fugir. E como Pretender, ele podia ser tudo o que quisesse.
Tinha sido piloto de avião, médico, bombeiro, professor universitário, engenheiro, etc... mas no fim das contas, apesar de cada episódio ser um profissional diferente pra poder descobrir o que queria (e por tabela, ajudar um grande número de pessoas), no final ele era só mais um fugitivo e alguém que havia sido de tudo, menos a si mesmo. O que, creio, é errado dizer, já que ele ser assim era ele como era.


E no fim das contas você tem N habilidades. Você é designer (por mais que negue), canta (sem inspirar ninguém a vaiar), conserta computadores, ensina, dá treinamentos, atende e controla fluxos de caixa; é fotografa, grava e até já fez uns bicos de limpeza pra repor a grana que você gastou inconsequentemente; já foi tradutora amadora, se dá bem com matemática, química e biologia; já estudou pra ser hacker (e adorava isso) e até já foi a pior pessoa que vc nem imaginava poder ser (e que hoje você entende que consegue ser bem pior)... Já foi a garota que deu a volta por cima e se descobriveu quase invencivel, a sangue frio mercenária que adorava ver um sangue jorrar, a arqueira arcana que recontou toda a História como se conhece e também já foi a herdeira boêmia, fria e arredia, mas complentamente intensa em tudo que faz. Mas o que você não soube ser foi ser você mesma - pois, por mais que o faz de contas alimente nossas necessidades mais básicas (ou ao menos nos dê a sensação de), chega uma hora que a realidade bate a sua porta e, como num piscar de olhos, o tempo passou, tudo mudou e o espelho não é mais uma passagem secreta, e sim apenas algo que reflete a imagem de algo que nem sempre você se contenta em ver.
Mas é quando essa tênue linha, que pode te derrubar pra um momento ultra-depressivo, vibra, você se vê fazendo algo que não imaginaria: com uma postura invencível, você tá completamente equilibrada sobre suas pernas, com uma expressão desafiadora e brincalhona (mas que de brincadeira não tem nada) no rosto e um olhar que frisa a expressão de sua mão, que gesticulou um incrível foda-se pra tudo o que está errado - até a si mesma.

E ai você cai nesse ciclo vicioso de ficar se reinventado toda hora, e sempre que dá errado, manda tudo a merda e começa de novo. O que só vira um problema quando você se esquece dos propósitos que te levaram a cada decisão - mas foi esse mesmo esquecimento de propósitos e sonhos que te fez querer e tentar ser tanta coisa ao mesmo tempo. "Tentar", pq no fim das coisas você não foi nada por completo e apenas acabou como alguém com N habilidades e sem saber o que realmente quer ser - até pq, depois de ser tanta coisa em pouco tempo, você acaba querendo ser mais outro tanto de coisas que você ainda não foi.

Mas no fim, tudo o que vc quer é que tudo acabe bem - até pq enquanto não estiver bem, não acabou.
 
;